Policial mata o próprio filho ao vê-lo agredindo a mãe

Leave a Comment



Um policial militar matou o próprio filho a tiros em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (23), ao encontrá-lo agredindo a mãe e os irmãos mais novos.
O crime aconteceu no bairro Guilhermina, por volta das 2h. Segundo informações da Polícia Civil, o policial, de 48 anos, baleou o filho, Vinicius Ferreira Lopes, de 20 anos, em legítima defesa após uma discussão.

Ao chegar em casa, o rapaz, que tem um histórico de comportamento violento, começou a agredir a mãe e os outros irmãos. O pai, ao ver a cena, tentou contê-lo. Segundo depoimento do policial, o filho foi morto com três disparos após tentar tirar a arma dele.
De acordo com informações da polícia, após o crime, o policial, que trabalha na ronda escolar da cidade, foi à orla da praia e tentou se matar. Porém, a arma falhou durante o disparo. Em seguida, o homem se apresentou na Delegacia Sede do Município e, após o registro da ocorrência, foi liberado.
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Bruno Lázaro, o policial não cometeu um ato ilícito. "Na lei, ele cometeu um crime, mas nesse caso, houve um ato excludente, que é a legítima defesa. Esse rapaz consumia drogas e tinha um comportamento muito violento. O policial estava transtornado, pois foi uma atitude de pai desesperado", afirmou.
A Polícia Civil segue investigando o caso. A arma do policial também foi apreendida.
g1
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.